top of page

PEDAGOGIA HOSPITALAR O PAPEL DO PEDAGOGO NO AMBIENTE HOSPITALAR

Patrícia de Araújo Lima Freire

RESUME:

Este artigo pretente propor uma reflexção sobre o trabalho do Pegagogo na vivência hospitalar, tento como objetivo geral saber qual é a prática pedagógica ultilizada no processo de desenvolvimento afetivo, cognitivo e emocional da criança e adolescente enfermo, como se dá a capacidade deste profissional, sua relação com a família e os demais profissionais envolvidos. Neste processo como tais ações pedagógicas podem colaborar na recuperção da enfermidade que pode ser temporarias ou permanete, que por tais circustâncias encontram-se afastados de seu convívio escolar regular e continua sua aprendizagem em um ambiente hospitalar. Para isso apresenta a educação num conceito ampliado para entender os sujeitos envolvidos, no qual ocorre em espaço formal, informal ou não-formal. Considera-se, diante desse contexto, a necessidade de discutir e conceituar com clareza as possibilidades de atendimento educacional hospitalar, preconizado por lei, a que todas as crianças e adolescente que têm direito. Mediante a uma educação não formal, a Pedagogia Hospitalar veio para contribuir de uma maneira lúdica e prazerosa, dar continuidade ao processo de ensino-apredizagem de uma maneira diferenciada e necessária

Pedagogia Hospitalar; Pedagogo; Ações Pedagógicas; Educação Não Informal; Vivência hospitalar.

Key words:

Download full text

PDF_ico.png
bottom of page